Algumas considerações iniciais

Tentarei manter uma regularidade nas postagens, mas não combinarei prazos. Por ser uma das válvulas de escapes utilizadas por mim, deixarei que este blog seja alimentado de acordo com a inspiração, e não com o calendário.

Gosto dos comentários. Não são, para mim, apenas um sinal de popularidade, como a maioria dos blogs que vejo. Eles têm um significado maior, que é o de saber como as pessoas que aqui estão pensam sobre os assuntos que comento. Portanto, fique à vontade para escrever. Na medida do possível, responderei a cada um deles.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

AMOR + A




Tens amor em seu nome
Amor que trouxe
Amor que une
Amor que engraça
‘Mor que pirraça
Que hipnotiza
Que me enlaça


Do nada surgiu
Bolinha preta, bola de gude
Que pentelha, amiúde
Que me altera, eu menos rude
Você impera, se porta grude

Amor de Amora, amor que aflora
amor sincero, amor namora
sempre é sim, sempre é na hora
Balança o corpo, rebola o rabo,
ao ver papai descompassado
E quer o colo, desconcertado.

Maria Amora, Amora Maria
Faz feliz por todo o dia
Caiu de banda, surgiu na vida
vida agora que te cria
ou sou criado, agonia
fique junto, euforia
More aqui, moramaria
transforma tudo em alegria. 

3 comentários:

Vitão disse...

Pois é Taynara, papai aqui baba mesmo por ela...

Kécia Cristina disse...

Lindo demais, deixou transparecer ainda mais pelas palavras o amor que sentes por ela... Encantador e admirável essa troca de carinho sem interesse.

Anônimo disse...

Eu só amiga da kecinha eu achei seu poema lindo