Algumas considerações iniciais

Tentarei manter uma regularidade nas postagens, mas não combinarei prazos. Por ser uma das válvulas de escapes utilizadas por mim, deixarei que este blog seja alimentado de acordo com a inspiração, e não com o calendário.

Gosto dos comentários. Não são, para mim, apenas um sinal de popularidade, como a maioria dos blogs que vejo. Eles têm um significado maior, que é o de saber como as pessoas que aqui estão pensam sobre os assuntos que comento. Portanto, fique à vontade para escrever. Na medida do possível, responderei a cada um deles.

domingo, 24 de novembro de 2013

DEFINHO




Interfiro em seu destino,
tentando acertar o meu.
Troco peças, falsas promessas,
troco carícias e conversas incertas.

Busco o quem sabe,
encontro o talvez,
persigo respostas para perguntas que ninguém fez.
Estranho viver,
estranho virá,
deixar ao acaso o que foi,
o que pode ser,
o  que ainda será.

Enquanto cresce o desejo,
definho sem saber parar,
tropeço em palavras tortas
que insisto em querer usar. 





2 comentários:

Taynara A. Melo disse...

Linhas tortas, desalinhadas, misturadas e embaralhadas. Com o tempo se esticão, tomam rumo, seguem vida.

Vitão disse...

E assim sempre será, Taynara... devagar e sempre, uma hora a coisa vai!