Algumas considerações iniciais

Tentarei manter uma regularidade nas postagens, mas não combinarei prazos. Por ser uma das válvulas de escapes utilizadas por mim, deixarei que este blog seja alimentado de acordo com a inspiração, e não com o calendário.

Gosto dos comentários. Não são, para mim, apenas um sinal de popularidade, como a maioria dos blogs que vejo. Eles têm um significado maior, que é o de saber como as pessoas que aqui estão pensam sobre os assuntos que comento. Portanto, fique à vontade para escrever. Na medida do possível, responderei a cada um deles.

quinta-feira, 4 de março de 2010

MONALISE-SE

Quando Leonardo da Vinci pintou a Mona Lisa ou, como queiram, La Gioconda, deve ter dado, e aí vem a opinião de um leigo, foco em toda o conjunto, em questões que envolvem cores, luminosidade, posições, entre outras coisas. Tudo isso é de extrema importância para a composição da obra, mas a característica mais intrigante e famosa desse quadro, que talvez nem Leonardo tenha se atentado tanto, é o sorriso da mulher, o conhecido e enigmático sorriso da Mona Lisa.

Não me pergunte como nem por que, mas foi realizado um estudo matemático sobre esse sorriso e, pasmem, através da análise de um computador constatou-se que Mona Lisa é uma mulher 83% feliz, 9% enjoada, 6% atemorizada e 2% incomodada (Wikipedia). Imaginem só: se ela é altamente feliz com aquele sorrisinho de canto de boca, que dirá então o da Fafá de Belém?

Independente do estilo ou mesmo da intensidade, a verdade é que o sorriso é fundamental na nossa vida. Rir, quando o sorriso vem de dentro, faz bem, ajuda a esquecer problemas, abre portas para novas relações. Um sorriso, quando é dado com sentimento, de verdade, provoca alterações no corpo, dá uma pausa em todo negativismo que nos ronda e joga na corrente sanguínea alguma substância que relaxa, que nos deixa com uma sensação de conforto.

Sorrir é a ponta de um iceberg chamado pensamento positivo. Pessoas que pensam assim, que agem sempre com o intuito de que as coisas darão certo, sorriem mais. Mas isso não quer dizer, necessariamente, que quem vive mostrando os dentes por aí seja uma pessoa positiva. Muitas pessoas tentam passar uma imagem de felicidade, mas no fundo estão se corroendo, sofrendo e, ainda que não percebam, entrando em um círculo vicioso ainda maior, já que ao não assumirem os problemas, ao tentarem mascará-los, a angústia vem muito maior do que é na verdade.

O outro lado também não é benéfico. Pessoas emburradas, mal humoradas, que não conseguem achar graça em nada, sofrem por dentro, não gostariam de estar nesse estado de espírito, mas pouco fazem para mudar, quer seja por orgulho, quer seja por receio de serem vistas como inocentes demais, iludidas, ingênuas. Há pessoas que só enxergam as coisas com esse tipo de olhar, só pensam de forma negativa, não observam que praticamente tudo pode ter um lado positivo, nem que seja apenas a experiência de ter vivido um momento ruim, experiência essa que servirá para nos deixar menos vulneráveis caso esses eventos ocorram novamente.

Tentar enxergar as coisas sob um ponto de vista menos pessimista é o caminho. Obviamente que não estou incentivando que se abandone o espírito crítico, que se deixe de lado a raiva, a reprovação, quando a situação assim exigir. Mas tudo isso tem um limite, ou seja, aquele momento é sim importante, mas não é recomendável internalizar isso, levar a ferro e a fogo, fazer dele uma constante em sua vida. Isso sim faz mal, nos diminui como seres humanos, coloca sobre nossas cabeças uma nuvem carregada de energias ruins.

O aviso aqui, caro amigo, é pensar e fazer o bem sempre. Mas o que é esse tal bem? Acredito ser aquilo que mexe conosco e que, ao mesmo tempo, não interfere negativamente na vida de ninguém. Além disso, sorria! Rir de piadas, de situações, relembrar fatos engraçados do passado, mas rir. Passar a vida de mau humor não vai melhorar em nada seu cotidiano, vai afastar pessoas legais do seu caminho. Um sorriso bem dado abre portas, portas físicas e sentimentais...pense nisso!

É isso.

6 comentários:

FRANCIANE disse...

Concordo com tudo...
Acho que o sorriso atrai energias e pessoas positivas. Isso não quer dizer sair rindo por aí, mais tentar enxergar o lado bom das coisas....
Ninguem gosta de pessoas emburradas, amargas. A gente quer ter sempre alguem sorrindo no nosso lado (bem falo por mim né.
Adorei o texto....

Mulher na Polícia disse...

Você tem um sorriso bonito, Victor, e isso não é uma cantada, viu???

rs rs rs

Um beijo!

M.enal.i disse...

eldly
"Basta apenas um sorriso, um sorriso é o perdão
Um sorriso muda tudo, um sorriso muda o mundo
E faz feliz um coração"
....Como pode alguém não se render a tais encantos...??? Se os olhos são a janela da alma, o sorriso seria o convite!

Beijosss

Mulher na Polícia disse...

Victor,
Recomento esse texto aqui que tem a ver com esse seu texto aí. Li e me lembrei desse seu texto na hora!
Beijo!
“Gostar do que faz, faz toda a diferença, traz uma recompensa natural, que independe de prêmios, de salários, de elogios, e quando, além de gostar do que faz, a pessoa se empenha em fazer o seu melhor, transforma qualquer profissão em “arte”.
Assim, temos padeiros que criam pães divinos, cozinheiros com mãos temperadas de amor, costureiras que criam “vestes” e não apenas roupas, cabeleireiras que nos transformam, médicos que curam até no falar, na pré-consulta, copeiras que fazem cafés que reanimam, pessoas amáveis, que se tornam indispensáveis.
Note uma coisa em comum nessas pessoas, onde você for, a hora que chegar, não importa o dia ou a temperatura, essas pessoas estão sempre de bem com a vida, mesmo atravessando por grandes problemas, como todo mundo, mas ainda assim, não deixam de sorrir e se colocar diante da vida como servidores, trabalhadores do bem, cada um em sua profissão, com humildade, dignidade e ALEGRIA.
Encha-se dessa alegria dos que praticam, a divisão do que contagia, a soma dos desejos, a multiplicação dos talentos, criando amigos, subtraindo a dor, trabalhando sempre, sempre com base no AMOR.”
(Paulo Roberto Gaefke)
Batalhão de choque

Guilherme Freitas disse...

Victor, eu acredito que a Monaliza não seja tão feliz assim, mas pode ser que ela tenha sido pois aquela época era mais séria, sissuda. Sobre seu artigo acho que devemos ser mais alegres e espontâneos. Eu tenho senso de humor até nas horas difíceis, pois sei que uma simples risada ou sorisso pode ajudar a superar um problema. Abraço

Tiburciana disse...

Por isso quando quero sorrir eu sorriu.
Se quero chorar ..choro largado para logo apos poder rir de quanto sou patetica chorando.
E ainda teho meu blog para divertir as pessoas com minha vida comedia/drama
Como sempre adorei o texto Vitãooo